Notícias da Paraíba

CBF envia ofício e pede opinião dos clubes sobre paralisar o Brasileirão

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) enviou um ofício aos clubes participantes das quatro séries do Campeonato Brasileiro (A, B, C e D) de futebol masculino, além do feminino, questionando se são favoráveis ou não à paralisação das respectivas competições em virtude das enchentes que atingem o Rio Grande do Sul.

O texto, assinado pelo presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, pede que os clubes respondam com urgência.

Na última semana, o Ministro dos Esportes, André Luiz Carvalo Ribeiro, o André Fufuca, solicitou a paralisação das competições de futebol organizadas pela CBF por conta dos problemas enfrentados pela população e pelos clubes gaúchos.

Os grupos que formam a Liga Forte Futebol (Internacional, Cruzeiro, Fluminense, Vasco, Athletico-PR, Botafogo, Coritiba, Goiás, Fortaleza, América-MG Cuiabá, Sport, Ceará, Avaí, Chapecoense, Juventude, Atlético-GO, Criciúma, CRB, Vila Nova, Londrina, Tombense, Figueirense, CSA e Operário-PR) devem se se manifestar na segunda-feira que são favoráveis à paralisação.

Ednaldo Rodrigues se posicionou nessa sexta-feira (10) sobre o pedido feito pelo Governo Federal. Segundo ele, a entidade respeitará o desejo da maioria dos clubes.

“Toda decisão com relação a uma competição – começar, ter, suspender, prorrogar, adiar -, a CBF vai discutir de maneira conjunta com os clubes. O poder da CBF não é um poder supremo e absoluto. É um poder limitado”, afirmou o dirigente.

O presidente da CBF afirmou que a decisão sobre o calendário do futebol brasileiro envolve o Conselho Técnico de Clubes, que inclui todas as equipes em cada competição organizada pela entidade. Por isso, o dirigente acrescentou que não determina sozinho uma possível paralisação.

“A gente respeita muito todos os segmentos do Governo, porém toda a construção do futebol brasileiro está num Conselho Técnico de clubes, isso envolve todas as competições. Tem que reunir o Conselho Técnico. Quando define uma competição, a CBF faz reuniões de Conselho Técnico da Série A, da B, da C, da D e das competições de base. Se pede uma paralisação, nós vamos dar conhecimento a cada clube, a cada série desses clubes, para que eles possam se posicionar com relação ao documento do Ministério do Esporte. E a partir daí, se for necessário, reunir o Conselho Técnico para que eles possam deliberar. ‘Olha, podemos parar toda a competição?'”, disse Ednaldo Rodrigues.

Até o momento, além de ações solidárias voltadas para a ajuda ao Rio Grande do Sul, a CBF adiou os jogos de Grêmio Internacional, Juventude e clubes gaúchos envolvidos nas Séries B, C e D do Campeonato Brasileiro até 27 de maio.

com GE

WhatsApp
Telegram
Twitter
Facebook

Mais lidas

1

Imagens de satélite mostram antes e depois da destruição na Grande Porto Alegre
Digite o assunto de seu interesse: