Notícias da Paraíba

Veja quais estabelecimentos foram autuados e embargados por derramar esgoto na orla de João Pessoa

Desde a última sexta-feira (10), sete estabelecimentos da orla da Capital Paraibana foram flagrados com irregularidades na rede de esgoto. Os estabelecimentos – suspeitos de despejar esgoto sem tratamento nas galerias pluviais, que desaguam nas praias da capital – foram alvos da Operação Praia Limpa. Uma nova fiscalização da operação deve acontecer na manhã desta quarta-feira (15).

Confira lista de estabelecimentos que foram autuados nos últimos dias:

  • Bar do Cuscuz
  • Quiosque Olho de Lula
  • Quiosque Capitão Lula
  • Quiosque das Frutas
  • Hotel Nord Easy
  • Quiosque dos Atletas
  • Quiosque Rei do Coco

Na última sexta-feira (10), foram autuados o Bar do Cuscuz, que pagou multa de R$ 20 mil, e os Quiosques Olho de Lula e Capitão Lula. Os três restaurantes não foram embargados porque o problema foi resolvido no momento da fiscalização.

Já na segunda-feira (13), foram autuados e embargados (fechados temporariamente) o Quiosque das Frutas e o Hotel Nord Easy, ambos no bairro Cabo Branco. O quiosque pagou multa de R$ 5 mil e o Hotel, R$ 20 mil.

Nessa terça (14), em uma nova fiscalização da Operação Praia Limpa, também foram autuados e embargados o Quiosque dos Atletas e o Quiosque Rei do Coco.

O Ministério Público da Paraíba instaurou um inquérito civil com o objetivo de apurar a poluição ambiental registrada. O tema será objeto de debate de reunião desta quarta-feira (15) que contará com a presença de representantes do MP e instituições como a Cagepa, Sudema e os órgãos municipais de fiscalização.

O que dizem os estabelecimentos
Os proprietários do Bar do Cuscuz e dos Quiosques Olho de Lula e Capitão Lula não se pronunciaram. Os responsáveis pelos quiosques das Frutas, Rei do Coco e Atletas não foram encontrados.

O secretário de Turismo de João Pessoa e dono da empresa que administra o hotel embargado pela Sudema, Daniel Rodrigues, disse que se afastou da gerência da empresa no dia 1º de janeiro de 2021, desde que assumiu o cargo público. Ele afirmou que não é o responsável pelo hotel, atualmente, e que a empresa só tem a responsabilidade de administrar o local e não foi responsável pela construção do sistema de esgoto do empreendimento.

Ele negou, no entanto, qualquer irregularidade e espera que tudo seja esclarecido após fim da apuração.

O atual responsável pelo hotel não foi localizado para prestar esclarecimentos à reportagem.

com G1 PB

WhatsApp
Telegram
Twitter
Facebook

Mais lidas

1

Imagens de satélite mostram antes e depois da destruição na Grande Porto Alegre
Digite o assunto de seu interesse: