Notícias da Paraíba

STJ mantém prisão de ex-diretor de presídio suspeito de facilitar liberação de detentos

O ministro Antônio Saldanha Palheiro, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), manteve a prisão preventiva de Tales Alves de Almeida, ex-diretor do Presídio Regional de Cajazeiras.

Almeida foi alvo, em abril de 2024, de uma operação conjunta do Ministério Público da Paraíba, Polícia Civil, Secretaria de Administração Penitenciária e Polícia Militar por suspeita de participar de um esquema que, segundo os investigadores, teria agido para liberação de detentos.

Após a deflagração da ação, o servidor público foi exonerado do cargo.

A defesa de Tales argumentou ao STJ que a prisão do investigado foi ilegal, pontuando que “inexiste qualquer circunstância de caráter exclusivamente pessoal que justifique tamanha diferenciação com a imposição de segregação cautela”.

O ministro, porém, citou as provas obtidas durante a investigação e disse que não haveria como deliberar, de forma liminar, sobre o pleito.

“Mostra-se imprescindível uma análise mais minuciosa dos elementos de convicção constantes dos autos, o que ocorrerá por ocasião do julgamento definitivo”, despachou.

com MaisPB

WhatsApp
Telegram
Twitter
Facebook

Mais lidas

1

Imagens de satélite mostram antes e depois da destruição na Grande Porto Alegre
Digite o assunto de seu interesse: