Notícias da Paraíba

Paraíba registra 35 acidentes por choques elétricos em 2023; saiba como evitar

De acordo com dados lançados recentemente no Anuário da Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (Abracopel), em 2023, na Paraíba foram registrados 35 acidentes por choques elétricos, resultando em 25 mortes. Esses números nos alertam para a urgência de medidas preventivas e conscientização sobre os riscos envolvidos.

Uma notícia ainda mais preocupante destacada pelo Anuário é o aumento no número de registros de mortes por choques elétricos em todo o Brasil. Apesar de uma redução em 2022, os casos voltaram a crescer em 13,7% em relação ao ano anterior, o que reforça a necessidade de uma abordagem proativa e educativa para evitar tragédias desnecessárias.

Segundo o coordenador de saúde e segurança da Energisa Paraíba, Lenildson Santos, é preciso ter responsabilidade, seja em casa ou no trabalho, quando o assunto é rede elétrica: “É essencial que todos estejam cientes dos riscos e adotem medidas preventivas, como realizar inspeções regulares em suas instalações elétricas, evitar o uso de equipamentos danificados ou não certificados e manter distância segura de áreas úmidas ao manusear eletricidade, por exemplo. Além disso, é importantíssimo contratar profissionais habilitados e com experiência quando o assunto envolver energia elétrica”, explica ele.

Ainda segundo o anuário, analisando os tipos de acidentes mais comuns, foi identificado que a maioria ocorre em ambientes residenciais e é causado, em grande parte, por eletrodomésticos e eletroeletrônicos. Áreas externas à residência são especialmente críticas, pois a combinação de eletricidade com água aumenta exponencialmente o risco de acidentes fatais devido a fugas de corrente.

Outra categoria significativa de acidentes residenciais está relacionada à falha na isolação de condutores elétricos. Isso inclui situações como o contato acidental com fios descobertos, tomadas e instalações provisórias. Lenildson alerta que é de extrema importância evitar o uso de equipamentos sem regulamentação ou controle de qualidade, especialmente extensões e adaptadores tipo “T”.

Dessa forma, para garantir a segurança, é importante tomar alguns cuidados, que podem até parecer óbvios, mas que muitas vezes, no dia a dia é deixado de lado, por isso, o coordenador da Energisa Paraíba reforça outras dicas e assim evitar que acidentes elétricos aconteçam. Confira:

Ter atenção especialmente em áreas molhadas como lavanderias, cozinhas e banheiros porque a água é um excelente condutor de energia;

Se tiver algum problema que envolva a medição de energia ou nos cabos que ligam a rede externa de distribuição de energia à residência, entre em contato com a Energisa;

Atenção com atividades nas fachadas (rebocos ou pinturas em especial) ou manuseio de materiais de construção civil a exemplo vergalhões, réguas metálicas e extensor para pincel de pintura que podem tocar na rede de distribuição de energia que estiver próxima;

Muita atenção quando for instalar ou mexer em alguma antena (devido ao seu tamanho e muitas vezes ser de material metálico, pode vir a tocar na rede de energia);

Deve-se acionar os órgãos competentes (prefeituras) para realização de podas preventivas, mas se estiver muito próxima da rede, a Energisa deve ser aciona para que a poda seja realizada com segurança;

Em caso de colisões com postes de energia, permanecer no veículo e evitar que pessoas se aproximem do local. Deve-se considerar que os cabos podem estar energizados. Se possível, com o celular acione os bombeiros e informe a Energisa para o desligamento da rede elétrica;

Não soltar pipas em áreas próximas a rede elétrica, pois podem provocar curto-circuito e rompimento de cabos e o pior, pode provocar um acidente com lesões graves;

Nunca arremesse cabos ou outros objetos sobre a rede elétrica. Mesmo eles estando encapados, a capacidade de isolamento do material pode não ser suficiente para evitar a passagem da eletricidade;

Não usar aparelhos celulares ligados a tomada.

com Assessoria

WhatsApp
Telegram
Twitter
Facebook

Mais lidas

1

Imagens de satélite mostram antes e depois da destruição na Grande Porto Alegre
Digite o assunto de seu interesse: