Notícias da Paraíba

Clientes denunciam loja de celulares de João Pessoa por vender aparelhos e não entregar

Quase 90 pessoas estão denunciando uma loja de celulares da Capital Paraibana por vender aparelhos e não entregá-los. De acordo com a Polícia Civil, dez clientes prestaram depoimento nessa segunda-feira (13) e o restante do grupo vai ser ouvido ainda esta semana.

Uma das vítimas do suposto golpe da loja, que preferiu não se identificar, disse que comprou o aparelho no início do mês de março por R$ 6 mil, com prazo de entrega ainda para o mesmo mês, no entanto, não recebeu o aparelho.

“Me ofereceram um aparelho a pronta entrega e outro sob encomenda, no valor de R$ 6 mil. Quando eu chego na loja, me deram R$ 100 de desconto e deixei claro para eles que eu queria o aparelho para pronta entrega. Era para presente (de aniversário), então aceitei sob encomenda, com eles garantindo que chegaria no dia 17 (de março). Mas quando chegou o dia, não fizeram a entrega”, disse.

A vítima relatou ter entrado em contato com a loja diversas vezes e, em todas as oportunidades, o estabelecimento alegou problemas de diversas naturezas para tentar justificar o atraso na entrega.

“A gente está formalizando um depoimento para tentar ver se conseguimos com que eles paguem perante a Justiça. Até depois que eu dei o último prazo de entrega, nem visualizaram a mensagem”, ressaltou.

O homem também contou que percebeu, em uma das visitas à loja em João Pessoa, a presença de um homem armado no local. Ele acredita que isso seja para intimidar os clientes que passaram pela mesma situação.

“Quando eu fui na loja presencialmente, fazer a cobrança, eu cheguei lá inclusive tinha uma pessoa armada na loja, não sei se para intimidar a gente, porque no caso tinha mais gente também nessa situação que eu”, relatou.

Em nota, publicada no Instagram do repórter Gustavo Chaves, da TV Arapuan Band, a loja Iphonelux informou que “todos os clientes que estiverem aguardando entregas, reembolsos, documentações e afins, estão sendo devidamente auxiliados para que as suas situações sejam resolvidas da melhor forma possível”.

O estabelecimento também disse que o setor jurídico está disponível para prestar esclarecimentos e garantiu que nenhum cliente vai ser lesado ou ficar desamparado.

Acompanhada de um pedido de desculpas, a nota também trouxe a informação de que os atendimentos presenciais da loja estão suspensos para “prestar um melhor suporte e para resguardar a integridade física dos colaboradores da IphoneLux e dos próprios clientes” e disponibilizou o número (83) 98659-2225 para prestar suporte.

A Polícia Civil segue investigando o caso.

com G1 PB

WhatsApp
Telegram
Twitter
Facebook

Mais lidas

1

Imagens de satélite mostram antes e depois da destruição na Grande Porto Alegre
Digite o assunto de seu interesse: