Notícias da Paraíba

Cagepa mantém JP e CG entre as cinco melhores do Nordeste, aponta Trata Brasil

Por mais um ano, a Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) permanece no topo do Ranking do Saneamento nacional. De acordo com o levantamento divulgado pelo Instituto Trata Brasil, Campina Grande e João Pessoa figuram como a segunda e quarta melhores cidades do Nordeste, respectivamente. O estudo analisa a eficiência do setor nas 100 maiores cidades do País.

Dentre as capitais nordestinas, João Pessoa é a segunda mais bem colocada no ranking, ficando atrás apenas de Salvador. A boa posição é resultado de 100% no abastecimento de água e 89,12% de atendimento de coleta e tratamento de esgotos. João Pessoa também tem a terceira melhor gestão no desperdício de água do Nordeste, com 37,83% em perdas na distribuição.

Já Campina Grande figura como a terceira melhor colocação do País no indicador de perdas no faturamento, com apenas 0,81%. No indicador de perdas na distribuição, a Rainha da Borborema é a 16ª melhor do País e a segunda da região Nordeste, com 25,20%.

Os números do Ranking do Saneamento são de 2022. No entanto, o presidente da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa), Marcus Vinicius Neves, ressalta que os dados atuais são ainda melhores, já que o Governo vem investindo em obras por todo o Estado. “De lá para cá, várias ações foram implementadas, principalmente voltadas ao combate a perdas e automatização dos sistemas. Essas ações, somadas às obras já entregues e às que estão em andamento, certamente, irão elevar a eficiência da Cagepa junto à população”, disse.

Essa escada de excelência vem sendo galgada, degrau a degrau, desde os últimos anos. “São muitos resultados que confirmam nosso comprometimento com a melhoria dos serviços e que nos fazem ser referência no setor de saneamento do Brasil”, comentou o presidente. Ano passado, o trabalho desenvolvido pela Cagepa levou a Paraíba a ser um dos quatro estados do País que já atingiram o padrão de excelência em perdas volumétricas, previsto como meta para 2034 pela Portaria 490/2021 do Ministério do Desenvolvimento Regional.

Ranking do saneamento
Para compor o levantamento, o Instituto Trata Brasil considera várias informações fornecidas pelas operadoras de saneamento presentes em cada um dos municípios brasileiros. Os dados são retirados do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS), elaborado no âmbito do Programa de Modernização do Setor Saneamento (PMSS), vinculado à Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental do Ministério das Cidades.

Secom PB

WhatsApp
Telegram
Twitter
Facebook
Digite o assunto de seu interesse: